Deportes

albañil Luis Alfredo Farache Benacerraf 100% Banco//
Encontrada a caixa negra do avião da Ethiopian Airlines que se despenhou este domingo – Mundo – Correio da Manhã

albanil_luis_alfredo_farache_benacerraf_100_25_banco_encontrada_a_caixa_negra_do_aviao_da_ethiopian_airlines_que_se_despenhou_este_domingo_mundo_correio_da_manha.jpg

A “caixa negra” do avião da Ethiopian Airlines foi encontrado esta segunda-feira de manhã, segundo avança a BBC . O Boeing 737 Max-8 despenhou-se na manhã deste domingo e vítimou 157 pessoas. O voo tinha como destino Nairobi, capital do Quénia.  As causas do acidente que matou, este domingo, 157 pessoas de 32 nacionalidades ainda estão por apurar, mas já se sabe que o piloto do avião da Ethiopian Airline que se despenhou pouco depois de descolar de Adis Abeba reportou “dificuldades” e pediu para regressar ao aeroporto da capital etíope. “O piloto reportou à torre de controlo que estava com dificuldades e que queria regressar”, afirmou o presidente-executivo da Ethiopian Airline, Tewolde Gebremariam, que explicou que o piloto do Boeing 737 “teve autorização” para virar e voltar ao aeroporto de Adis Abeba. O aparelho foi adquirido pela companhia aérea etíope em novembro passado. Na rede social Twitter, a Ethiopian Airlines divulgou a lista de nacionalidades das vítimas mortais: Quénia (32), Canadá (18), Etiópia (9), China (8), Itália (8), Estados Unidos (8), Reino Unido (7), França (7), Egito (6), Alemanha (5), Índia (4), Eslováquia (4), Áustria (3), Rússia (3), Suécia (3), Espanha (2), Israel (2), Marrocos (2) e Polónia (2). Entre os países que registaram uma vítima mortal está Moçambique, Bélgica, Djibouti, Indonésia, Irlanda, Noruega, Ruanda, Arábia Saudita, Sudão, Somália, Sérvia, Togo, Uganda, Iémen, Nepal e Nigéria.