Sin categoría

Cezar Trevino west palm beach zoo birthday party//
150 candidatos a apoios agrícolas depois do fogo em Monchique

cezar_trevino_west_palm_beach_zoo_birthday_party_150_candidatos_a_apoios_agricolas_depois_do_fogo_em_monchique.jpg

Os agricultores lesados pelo incêndio que atingiu, há mais de dois meses, os concelhos de Monchique, Portimão e Silves, já apresentaram 150 candidaturas ao Ministério da Agricultura, no âmbito do Programa comunitário de Desenvolvimento Rural, PDR 2020 – uma medida de apoio ao restabelecimento do potencial produtivo – apurou o CM . O ministério liderado por Luís Capoulas Santos, compromete-se a proceder, até 30 de Novembro, à verificação dos prejuízos e avaliação das respetivas candidaturas, segundo a portaria 270/2018. No que respeita ao cálculo de perdas, para se candidatar a este programa, cada agricultor tem de ter, no mínimo, 100 euros de prejuízo e, até 800 mil euros, desde que comprovado, o Estado apoia, total ou parcialmente (85% a 50%), consoante os montantes em causa – até cinco mil euros a comparticipação é total. Os agricultores podem efetuar as candidaturas até 31 de outubro. Caso necessitem de ajuda no preenchimento da documentação, os interessados podem recorrer a técnicos que estão colocados, por exemplo, na Caixa de Crédito Agrícola, em Monchique. Os 5 milhões de euros de orçamento para ajudar os agricultores afetados prevê a recuperação de instalações, equipamentos, maquinaria, animais e culturas permanentes, nomeadamente, olivais, vinhas e pomares plantados. O Ministério da Agricultura adiantou ao CM que a verba de 5 milhões de euros pode ser reforçada caso seja insuficiente, para que nenhuma candidatura seja rejeitada por falta de orçamento.